BRMALS RAO 2016 - Relatório Anual

RELÁTORIO ANUAL 2015

Comentários da Administração

SOBRE A BRMALLS

Iniciamos 2015 com a consciência de que esse seria um ano de grandes desafios, ainda maiores do que os vivenciados em 2014. Somado a crise econômica, tivemos a crise política sem precedentes, refletindo um ano no qual foi necessário um enorme esforço para alcançarmos os nossos objetivos. Apesar do ambiente difícil, conseguimos nos adaptar e mostrar nosso foco e capacidade em transformar desafios em resultados. Assim como no terceiro trimestre, alcançamos o maior patamar do indicador de NOI/m² e Aluguel/m² em um quarto trimestre, respectivamente R$137/m² e R$109/m².

Na métrica de crescimento de NOI mesmos shoppings, apresentamos um aumento de 6,2% ao longo do ano de 2015. Totalizamos R$22,5 bilhões de vendas totais no ano, o que significou um crescimento de 3,2% frente a 2014, também desconsiderando as vendas de participações.

Como nos demais trimestres de 2015, as vendas em nossos shoppings foram impactadas principalmente por uma performance abaixo da média no segmento de eletroeletrônicos. Ao longo do ano, tivemos uma importante contribuição do segmento de lazer que vem se mostrando resiliente mesmo com a desaceleração do varejo. No ano de 2015, essa performance demonstrou ainda mais a dominância dos nosso portfólio e a competência em atrair pessoas como um destino de lazer e serviços e não somente de compras, sendo esse, um grande diferencial dos shoppings versus o varejo tradicional de ruas.

Anunciamos a venda de participação em quatro ativos da companhia. Juntas, as participações vendidas contribuíam com 41,8 mil m² de ABL. O valor total da venda foi de mais de R$370 milhões, pagos em uma única parcela no momento de fechamento da operações. Os recursos provenientes foram utilizados prioritariamente para otimizar sua estrutura de capital e para futuros investimentos que tragam a companhia maiores níveis de rentabilidade.

Continuamos acreditando em nossa estratégia de crescimento, porém cada vez mais atentos as dificuldades e desafios impostos pelo atual cenário econômico e político brasileiro. Os trabalhos de aprovação dos projetos greenfields e expansões continuam em andamento, e conforme tivermos sucesso com as aprovações necessárias analisaremos todos os projetos baseados em seu desempenho comercial e no cenário macroeconômico, e apenas assim prosseguiremos com as obras.

Temos uma visão de que o ano de 2016 será ainda mais desafiador do que foi 2015, porém, acreditamos que são épocas difíceis que fortalecem as companhias e que permitem que as empresas excelentes consigam se destacar frente as demais. De forma a preparar ainda mais os nossos shoppings para o ano de 2016, traremos grandes eventos inéditos com parcerias com os licenciados de maior sucesso no momento como por exemplo: Frozen, Star Wars, Luna, PeppaPig dentre outros. Além dos licenciamentos, faremos eventos de liquidações segmentadas, alguns projetos pilotos com ações de trade marketing e treinamento junto aos lojistas.

Temos o sonho de ser a maior e melhor companhia de shoppings do mundo e nossas ações e decisões são tomadas com base em um planejamento de longo prazo. Acreditamos que o Brasil passa por um ciclo econômico desfavorável e que no momento em que o país voltar a crescer, estaremos mais fortes e preparados para retomarmos nossos patamares históricos de crescimento.